Teoria Musical

O som do clarinete

O som do clarinete!

As melodias que um clarinete produz são poéticas e nostálgicas, capazes de serem adequadas em diversos estilos musicais. Composto por uma boquilha, um barrilete, um corpo superior e um inferior, uma campânula e uma palheta, este instrumento alcança tons graves, médios, agudos e superagudos, produzindo uma sonoridade bela e versátil.

Algumas características importantes

Desde sua criação datada da metade do século XVII, o clarinete impressionou pelo seu som cativante e um sofisticado mecanismo para toca-lo, inicialmente bastante complicado. Foi com o sistema de chaves criado por Ivan Müller em 1810 que este instrumento ganhou um novo design e caiu nas graças de um grande número de músicos e também de seus ouvintes.


Hoje existem diversos tipos de clarinetes, cada um com uma função específica em meio a um conjunto de outros instrumentos. Entre os tipos mais importantes destacam-se o clarinete sopranino, o soprano, o alto, o baixo e o contrabaixo. Eles são afinados em diferentes notas e possuem características para se adequarem a diversos estilos musicais. Devido a toda a sua versatilidade, suas notas podem ser mais rápidas ou devagar, cabendo ao clarinetista definir a forma de interpretar uma música tocada com ele.


Quais os gêneros que usam o clarinete?

Há uma infinidade de gêneros musicais que podem contar com o clarinete, que pode atuar tanto como instrumento base quanto como de solo. Entre os estilos em que ele ganha mais destaque está a música clássica e o jazz, onde músicos talentosos usam a sua sonoridade como um pano de fundo para melodias trabalhadas e instigantes.


Mas seu papel também pode se destacar em vários outros gêneros. Os boleros, tangos, choros, rockabilly, blues e até o rock’n roll usam o clarinete para dar uma textura diferente as suas músicas. A função de um clarinetista em uma banda ou conjunto é dar sustentação ao som, coordenando bases e riffs de outros instrumentos e oferecendo melodias mais intimistas, doces e reflexivas. Sua sonoridade é muitas vezes nostálgica e até um pouco melancólica.

Como ser um clarinetista?

O clarinete é um instrumento que requer disciplina e bastante estudo. Para quem quer ser um clarinetista, é necessário ter uma boa noção de música e melodia, sensibilidade e bastante fôlego. Ele pode ser tocado em pé ou sentado, desde que com a postura correta e respeitando os exercícios e aquecimentos. O ideal é ter a tutela de um professor experiente para mostrar a teoria, seus métodos e macetes. Como em qualquer outra área que abranja a música, praticar sempre que possível também é indispensável.


Diante de todas estas características e possibilidades, o clarinete é um instrumento musical mágico. Usado a séculos e empregado em inúmeros estilos musicais, toca-lo é sem dúvida uma das experiências mais gratificantes para seus músicos.
Palavras-chave: clarinete, instrumento , música, sonoridade, clarinetista.

Partituras Grátis Aqui